Padrões físicos inadequados na performance da trompa

Biblioteca Digital - UFMG

Padrões físicos inadequados na performance da trompa

Show full item record

Title: Padrões físicos inadequados na performance da trompa
Author: Sarah Ramez Ferreira
Orientador: Patricia Furst Santiago
Banca:
Presidente: Patricia Furst Santiago
Membro: Antônio Carlos Guimarães; Joao Gabriel Marques Fonseca; Edson Queiroz de Andrade
Subject: Musica Teses.; Saúde do músico; Trompa Instrução e ensino.
Palavra-chave: Padrões físicos inadequados na performance da trompa
Date: 20-03-2009
Publisher: UFMG
Abstract: Tocar um instrumento musical exige grande esforço físico do instrumentista. Devido ao esforço repetitivo, o corpo de um instrumentista pode sofrer alterações físicas provenientes do estudo e da performance de seu instrumento, e conseqüentemente gerar lesões musculoesqueléticas, dores e desconfortos. Os trompistas não fogem a esta regra. Apesar da relevância do assunto, poucos são os estudos que têm abordado as demandas físicas específicas ao estudo da trompa. O presente estudo investigou a incidência de padrões físicos inadequados inerentes à performance da trompa. Foi realizada uma revisão bibliográfica a partir de estudos referentes à Anatomia e Fisiologia Humana e estudos que discutem os problemas físicos experimentados por instrumentistas em geral e, especificamente, em trompistas. Os dados empíricos da pesquisa foram obtidos por meio da observação da performance de oito trompistas profissionais. Os filmes foram observados por um painel de avaliadores especialistas formado por um médico, uma fisioterapeuta, uma professora de Técnica Alexander e um professor de trompa. Adicionalmente, dados foram obtidos através de um questionário preenchido pelos oito trompistas, onde revelaram suas queixas, referentes a problemas físicos relacionados à performance do instrumento. As observações dos avaliadores indicaram a existência de alguns padrões físicos inadequados, recorrentes nos oito trompistas, a saber: protusão de cabeça; retificação do pescoço; rotação lateral de cabeça para a esquerda; elevação e protusão de ombro esquerdo; projeção posterior de tronco superior; rotação de tronco superior para a direita; lordose lombar aumentada; projeção pélvica e tensão excessiva em algum segmento do corpo. Devido à incidência destes problemas, empreendemos uma discussão sobre como o conhecimento destes padrões inadequados na pedagogia da trompa pode contribuir para a profilaxia de problemas físicos futuros. Foram recomendados alguns cuidados a serem tomados por professores de trompa, cuidados estes que poderiam minimizar a instalação de problemas físicos em alunos do instrumento. Concluímos que, devido à estrutura assimétrica da trompa, o instrumentista está propício a adquirir padrões físicos inadequados inerentes à performance, que poderiam ser compreendidos e prevenidos na pedagogia da trompa.
Resumo em lingue estrangeira: Playing musical instruments requires from instrumentalists a great physical effort. Due to repetitive effort, the instrumentalists. bodies may suffer physicals alterations, related to the practice and performance of the diverse instruments. Consequently, musicians may have muscular problems, as well as physical discomfort and pain. As any other instrumentalists, french horn players are vulnerable to these problems. However, not many studies deal with the physical problems presented by french horn players. The present study investigated the inadequate physical patterns that may emerge due to the performance of the french horn. A literature review was done, which included studies on Human Anatomy and Physiology and well as studies that deal with the physical problems of musicians in general and specifically in french horn players. The research.s empirical data was gathered by means of observation of the performance of eight professional french horn players. The films were sent to a panel of specialists a doctor, a physiotherapist, an Alexander Technique teacher and a french horn teacher. Additionally, data were obtained through questionnaires, filled in by the eight trompists, subjects of the research, in which they revealed their physical difficulties while playing the instrument. The observations done by the panel of specialists indicated the existence of some inadequate physical patterns in the eight french horn players, as follows: head protusion; neck retification; lateral rotation of the head for the left side; left shoulder elevation; protusion of the left shoulder; projection of the superior trunk; rotation of the superior trunk for the right side; lumbar lordosis; pelvic projection and excessive tension in some segments of the body. Due to the incidence of these problems, it was done a discussion on how french horn teachers can deal with these inadequate physical patterns, in order to avoid them in their pedagogy. Some recommendations were offered in this sense. It was concluded that, due the asymmetrical ergonomics of the french horn, the french horn players tend to present inadequate physical patterns inherent to their performance, which should be understood and prevented in the pedagogy of the french horn.
URI: http://hdl.handle.net/1843/AAGS-7XNLXD

Files in this item

Files Size Format View
disserta__o_ferreira__sarah_r..pdf 3.104Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record