Análise de sobrevivência e modelos hierárquicos logísticos longitudinais: uma aplicação à análise da trajetória escolar (4ª a 8ª série - ensino fundamental)

Biblioteca Digital - UFMG

Análise de sobrevivência e modelos hierárquicos logísticos longitudinais: uma aplicação à análise da trajetória escolar (4ª a 8ª série - ensino fundamental)

Show full item record

Title: Análise de sobrevivência e modelos hierárquicos logísticos longitudinais: uma aplicação à análise da trajetória escolar (4ª a 8ª série - ensino fundamental)
Author: Maria Elizete Goncalves
Orientador: Eduardo Luiz Goncalves Rios Neto
Banca:
Presidente: Eduardo Luiz Goncalves Rios Neto
Membro: Ana Maria Hermeto Camilo de Oliveira; Jose Francisco Soares; JULIANA DE LUCENA RUAS RIANI; ELAINE TOLDO PAZELLO
Subject: Educação Brasil Métodos estatísticos Teses.; Ensino fundamental Teses.; endimento escolar Teses.; Ensino fundamental
Palavra-chave: Educação; Análise longitudinal; Ensino fundamental
Date: 04-08-2008
Publisher: UFMG
Abstract: Há concordância que, na atualidade, os maiores problemas do sistema de ensino brasileiro são a evasão e a repetência, apesar de ainda existir um hiato em relação ao acesso à escola. Neste sentido, a principal pretensão dessa tese é a identificação e análise dos determinantes da probabilidade de ocorrência da primeira repetência e da evasão, entre a 4ª e a 8ª série do ensino fundamental. Outro objetivo refere-se à estimação das curvas de sobrevivência dos alunos a esses eventos, e também aos eventos primeira reprovação e primeiro afastamento por abandono. Foram utilizados dois métodos: o de modelos hierárquicos logísticos longitudinais e da análise de sobrevivência. O desenvolvimento da tese está baseado na análise da trajetória escolar de uma coorte de alunos matriculados na 4ª série do ensino fundamental, em 1999, pertencentes a escolas situadas nas áreas urbanas de microrregiões localizadas em alguns estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. Estes alunos foram acompanhados até 2003, ano em que deveriam concluir a 8ª série. É possível inferir que os dois métodos de análise se complementam e que seus resultados são compatíveis. A análise de sobrevivência revela que a probabilidade de sobrevivência do aluno à primeira repetência entre a 4ª e a 8ª série é muito inferior à probabilidade de sobrevivência à evasão. Em contrapartida, os modelos estimados mostram que a probabilidade média de repetência é muito superior à probabilidade média de evasão, para uma escola típica. Ambos os métodos evidenciam que o resultado escolar passado impacta de forma expressiva a trajetória escolar presente do aluno, sendo que os piores resultados educacionais foram observados para os alunos matriculados nas escolas da região Nordeste. A análise hierárquica teve o mérito de revelar que nas escolas com uma menor proporção de repetentes é mais evidenciada a relação entre a ocorrência da repetência e a 5ª série. Supõe-se ser possível associar menor ocorrência do evento às melhores escolas (com melhores recursos físicos e humanos). Os resultados mostram que mesmo nessas escolas a repetência é mais expressiva na 5ª série. Essa série marca a transição entre os métodos de organização curricular. Percebe-se que o aluno é fortemente afetado pelas mudanças na grade curricular ocorridas entre a 4ª e a 5ª série. A sugestão é que haja uma revisão no projeto pedagógico de cada escola de forma a minimizar o efeito dessa mudança sobre o desempenho acadêmico. Por outro lado, as evidências apontam que a probabilidade de evasão aumenta nas últimas séries do ensino fundamental. Como nessas séries o aluno se encontra com uma idade relativamente mais avançada, é possível atribuir a saída da escola ao ingresso no mercado de trabalho. Nesse caso, é importante que sejam adotadas políticas públicas educacionais que favoreçam a permanência do aluno na escola. Mais importante, permanência na condição de aprovado.
Resumo em lingue estrangeira: There is agreement that currently, the greatest problems that the Brazilian educational system faces are dropouts and grade repeats, although there is also a gap in access to schools. In this sense, the main goal of this dissertation is to identify and analyze the determinants of the probability of occurrence of the first repeating grade or dropout, between 4th and 8th grades of what is called, fundamental school. The other objective is to estimate survival curves of students to these events, and also of initial repeating grade or initial dropout. Two methods were utilized: hierarchical logistic models and survival analysis. The development of this dissertation is based upon the schooling trajectories of a cohort of students that were enrolled in 4th grade in 1999, in schools located in urban areas of micro-regions located in certain states of the North, Northeast, Central-west region of Brazil. These students were followed until 2003, year in which they should have completed the 8th grade. It is possible to infer that the two methods of analysis are complementary and that their results are compatible. The survival analysis shows that the probability of survival of the student to the first repeating grade between 4th and 8th grade is much inferior to the probability of survival to dropout. On the other hand, the estimated models show that the mean probability of repeating a grade is much higher than the mean probability of dropout, for a typical school. Both methods make evident that the past performance in school expressively impacts the present trajectory of the student, and the worst results were observed for students enrolled in schools of the Northeast region. The hierarchical analysis was able to show that in schools with smaller proportions of grade repeats; the relationship between occurrence of repeating grade and the 5th grade is more evident. It is possible to associate lower event occurrence to the best schools (with more physical and human resources). The results show that the even in those schools, repeating grades is more pronounced in 5th grade, which is the grade that marks the transitions between the methods of curricular organization. It is noticed that the students are heavily affected by changes in the curriculum that occur between 4th and 5th grade. A revision in the pedagogical project of each school is suggested, so as to minimize the effect of such transition on the school performance. Conversely, the evidence shows that the probability of dropout increases in the last grades of the fundamental school. As in these grades the student is at a relatively older age, it is possible to attribute dropping out of school to the entrance in the job market. In that case, it is important that public policies target adherence to school. More importantly, adherence given being approved in the grade.
URI: http://hdl.handle.net/1843/AMSA-7SLR9D

Files in this item

Files Size Format View
tese_maria_elizete_gon_alves_2008.pdf 676.7Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record