Quais os efeitos da economia étnica sobre a empregabilidade e os rendimentos dos imigrantes internacionais no mercado de trabalho brasileiro?

Biblioteca Digital - UFMG

Quais os efeitos da economia étnica sobre a empregabilidade e os rendimentos dos imigrantes internacionais no mercado de trabalho brasileiro?

Show full item record

Title: Quais os efeitos da economia étnica sobre a empregabilidade e os rendimentos dos imigrantes internacionais no mercado de trabalho brasileiro?
Author: Claudia Lima Ayer de Noronha
Orientador: Elaine Meire Vilela
Banca:
Presidente: Elaine Meire Vilela
Membro: Andre Braz Golgher; Jorge Alexandre Barbosa Neves
Subject: Sociologia Teses.; Imigrantes Teses.; Mercado de trabalho Teses.
Palavra-chave: Imigrantes internacionais; Mercado de trabalho; Economia étnica
Date: 10-12-2013
Publisher: UFMG
Abstract: Este estudo analisa a economia étnica no mercado de trabalho brasileiro para 13 grupos de imigrantes internacionais, tendo como propostas centrais: a) avaliar o impacto da inserção em tal economia sobre a empregabilidade e sobre os rendimentos salariais dos estrangeiros; b) analisar se esses efeitos são homogêneos entre as diversas origens nacionais/étnicas. Para tanto, a economia étnica é definida como o conjunto de empresas que empregam em números significativos estrangeiros da mesma origem nacional ou que estão na posse de imigrantes, independentemente do tipo de negócio, da dimensão e localização espacial da empresa. Para investigar essas questões, utilizo abordagem quantitativa, a partir de uma amostra de microdados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do ano de 2010, por meio da aplicação de técnicas estatísticas, quais sejam: Modelo Hierárquico de Regressão Logística Binomial e Modelo Hierárquico de Regressão Linear. Os resultados indicam a existência de economia étnica no mercado de trabalho brasileiro para todos os grupos de imigrantes analisados, com maior tendência entre paraguaios, bolivianos, chineses e uruguaios, grupos de imigrantes que pesquisas anteriores indicam serem discriminados negativamente no mercado de trabalho brasileiro. Por outro lado, os imigrantes com menor proporção de trabalhadores em negócios étnicos são os espanhóis, chilenos, portugueses, alemães e norte-americanos. Esses achados sugerem que trabalhadores estrangeiros com maior dificuldade de entrada no mercado local devido, por exemplo, à discriminação tendem a se inserir em empresas do mercado étnico. Ainda é encontrado que esses trabalhadores estão em pior situação no mercado em comparação aos seus compatriotas inseridos no mercado aberto, na medida em que eles têm menores chances de se manterem empregados, e a permanência em tal economia reduz as médias salariais dos estrangeiros. Essa pesquisa, portanto, lança luz sobre a economia étnica brasileira, evidenciando a existência de um mercado em que os imigrantes se encontram em pior situação quanto à empregabilidade e aos rendimentos, em comparação aos estrangeiros no mercado comum.
Resumo em lingue estrangeira: This study examines the ethnic economy in the Brazilian labor market considering 13 groups of international migrants, and minding the following objectives: a) to analyze the impacts of inclusion in such an economy, concerning employment and wage incomes of those foreigners; b) to verify whether these effects are the same among the different national backgrounds / ethnicities or not. The ethnic economy can be defined as the set of companies that are possessed by immigrants or that employ a significant number of people of that same foreign origin workers, regardless the type of business, size or location of the company. In order to investigate these issues, I make use of a quantitative approach researching the data from a sample of Relação Annual de Informações Sociais (RAIS) of 2010, throughout the application of the following statistical techniques: Hierarchical Logistic Regression Model and Hierarchical Linear Regression Model. The results indicate the existence of an ethnic economy in the Brazilian labor market, considering all the groups analyzed, with a greater tendency among Paraguayans, Bolivians, Chinese, and Uruguayans immigrant groups that had already been discriminated in the Brazilian labor market, according to previously made research. On the other hand, the lowest proportion of workers in ethnic businesses consists of Spanish, Chilean, Portuguese, Germans and Americans immigrants. These findings suggest that foreign workers with greater difficulty in entering the local market due to discrimination or other reasons tend to apply for jobs in the so called ethnic companies. It´s also found that these workers are in a worse condition, when, comparing to their compatriots who were hired in the open market. Moreover, as they are less likely to remain employed this situation reduces the average remuneration of those foreigners. This research, in conclusion, sheds light on the Brazilian ethnic economy, showing the existence of a market in which some immigrants are in a worse condition of employability and income, comparing to other foreigners in the common market.
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-9G4FPZ

Files in this item

Files Size Format View
disserta__o_cl_udia_lima_ayer_de_noronha.pdf 1.147Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record