Treinamento auditivo acusticamente controlado em pacientes com neurofibromatose tipo 1

Biblioteca Digital - UFMG

Treinamento auditivo acusticamente controlado em pacientes com neurofibromatose tipo 1

Show full item record

Title: Treinamento auditivo acusticamente controlado em pacientes com neurofibromatose tipo 1
Author: Pollyanna Barros Batista
Orientador: Nilton Alves de Rezende
Banca:
Presidente: Nilton Alves de Rezende
Membro: Rogerio Gomes Beato; Carla Menezes da Silva; Daniela Gil; Denise Utsch Goncalves
Subject: Neurofibromatose 1/complicações DeCS; Transtornos da audição DeCS; Testes auditivos DeCS; Perda auditiva DeCS; Dissertações acadêmicas DeCS; Tese da Faculdade de Medicina da UFMG.
Palavra-chave: Neurofibromatose 1; Estimulação auditiva; Plasticidade neuronal; Transtornos da audição; Percepção auditiva
Date: 16-02-2016
Publisher: UFMG
Abstract: Introdução: Indivíduos com a neurofibromatose tipo 1 (NF1) frequentemente apresentam déficits no processamento auditivo que estão relacionadas aos distúrbios de linguagem. O treinamento auditivo (TA) acusticamente controlado pode, potencialmente, atenuar estes déficits por meio de melhoras no processamento auditivo (PA). Objetivos: Verificar a eficácia do TA acusticamente controlado em pacientes com NF1 com distúrbio do processamento auditivo (DPA) e verificar a manutenção das habilidades auditivas treinadas após um ano do término da intervenção nesta população. Métodos: Para avaliar a eficácia do TA em indivíduos com NF1, testes comportamentais (fala com ruído FR, dicótico de dissílabos alternados SSW, padrão de duração sonora PD e gaps in noise GIN) foram coletados de dois grupos (G1 indivíduos com NF1 e G2 indivíduos sem NF1) que completaram 8 semanas de TA e que foram reavaliados após 12 semanas da avaliação inicial. O G1 também foi reavaliado após um ano do termino do TA a fim de avaliar a manutenção das habilidades auditivas treinadas. Este grupo foi chamado de G3. A análise estatística foi realizada por meio do teste de Mann-Whitney para comparar as diferenças inter-grupos no pré e pós treinamento e o teste de Wilcoxon para verificar diferenças intra-grupos. A significância estatística foi fixada com o valor de p 0,05. Resultados: Os grupos G1, G2 e G3 foram compostos por 22, 11 e 13 indivíduos, respectivamente. Todos os participantes apresentaram PA periférico normal, mas com alterações no PA central. Comparações realizadas entre as avaliações pré e pós TA revelaram significância estatística no G1 para os resultados encontrados nos testes FR orelha direita (OD) (p = 0,000), FR orelha esquerda (OE) (p = 0,004), SSW OD (p = 0,001), SSW OE (p = 0,000), GIN OD (p = 0,027) e GIN OE (p = 0,038) sugestivos de melhora nas habilidades de fechamento auditivo, figura-fundo e resolução temporal, respectivamente. Não foram observadas melhoras significativas no teste PD murmúrio (p = 0,073) e PD nomeação (p = 0,572) no G1. Comparações entre o G1 e o G2 revelam que os grupos eram semelhantes antes do início da intervenção e permaneceram parecidos pós TA, com exceção para o teste PD murmúrio (p = 0,013). Observou-se no G3 que as habilidades auditivas treinadas se mantiveram após um ano do término do TA. Conclusão: Estes resultados apontam para a eficácia do TA na melhora das habilidades de fechamento auditivo, figura-fundo e resolução temporal nos indivíduos com NF1, e que estes benefícios se mantêm após um ano do término do TA.
Resumo em lingue estrangeira: Introduction: Individuals with neurofibromatosis type 1 (NF1) often show auditory processing deficits related to their overarching language impairment. Auditory training (AT) acoustically controlled may potentially alleviate these deficits through training-induced improvements in auditory processing (AP). Objectives: Verify the efficacy of AT in NF1 patients with auditory processing disorder (APD) and verify the maintenance of auditory skills trained one year after the end of the intervention in this population. Methods: To assess the efficacy of AT on auditory function in individual with NF1, auditory behavioral tests performance (speech in noise - SN, staggered spondaic word - SSW, duration patterns - DP and gaps in noise - GIN) were collected from 2 groups (G1 individuals with NF1 and G2 individuals without NF1) who completed 8-week AT program and were revaluated after 12-weeks from the initial assessment. The G1 was revaluated after one-year that finish the AT to prove the maintenance of auditory training. This group was called G3. Statistical analysis was performed using the Mann-Whitney test to compare inter-group differences before and after training and the Wilcoxon test to verify intra-group differences. Statistical significance was set at p value 0.05. Results: The groups G1, G2 and G3 were composed of 22, 11 and 13 individuals, respectively. All participants presented normal auditory peripheral hearing, but altered central AP. The comparison between the evaluations made before and after the AT pointed a statistically significant result for SN right ear (RE) (p = 0.000), SN left ear (LE) (p = 0.004), SSW RE (p = 0.001), SSW LE (p = 0.000), GIN RE (p = 0.027) and GIN RE (p = 0,038), suggesting improvement in auditory closure, figure-ground and temporal resolution abilities, respectively. No improvements were observed in PD humming (p = 0.073) and PD labeling (p = 0.572). Comparisons between G1 and G2 indicate that the groups were similar before the intervention and remained similar after AT, except for the DP humming test (p = 0.013). It was observed in G3 that trained auditory skills were maintained one year after the end of the AT. Conclusions: These results provide an indication of the efficacy of training in auditory closure, figure-ground and auditory resolution abilities, and that these benefits keep one year after the end of the AT.
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-A8WLCA

Files in this item

Files Size Format View
pollyanna_barros_batista.pdf 3.282Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record