Repercussões contemporâneas do paradoxo do mentiroso: Tarski e Kripke

Biblioteca Digital - UFMG

Repercussões contemporâneas do paradoxo do mentiroso: Tarski e Kripke

Show full item record

Title: Repercussões contemporâneas do paradoxo do mentiroso: Tarski e Kripke
Author: Guilherme Araujo Cardoso
Orientador: Tulio Roberto Xavier de Aguiar
Banca:
Presidente: Tulio Roberto Xavier de Aguiar
Membro: Edgar da Rocha Marques; Ernesto Perini Frizzera da Mota Santos
Subject: Tarski, Alfred, 1902-; kripke, Saul A., 1940-; Filosofia Teses.; Verdade Teses.; Semantica (Filosofia) Teses.
Palavra-chave: Paradoxo do mentiroso; Linguagens semanticamente fechadas; Princípio de bivalência; Princípio do terceiro excluído
Date: 27-08-2010
Publisher: UFMG
Abstract: O objetivo desta dissertação é discutir os problemas levantados pelo Paradoxo do Mentiroso de uma maneira geral. Vamos apresentar e comparar as principais vias de solução para este paradoxo: a Solução Ortodoxa e a Solução Alternativa. Ambas partem do diagnóstico de Tarski. Segundo este diagnóstico, o paradoxo é uma consequência de duas características essenciais: linguagens semanticamente fechadas e a preservação da lógica clássica. A Solução Ortodoxa mantém a lógica clássica, mas precisa abrir a semântica da linguagem. A Solução Alternativa mantém as linguagens semanticamente fechadas, mesmo que isto implique alguma espécie de restrição à lógica clássica. Tentaremos mostrar que, de ambos os lados, o que temos são resultados que podem ser pensados no máximo como parcialmente satisfatórios. Mostraremos um quadro geral das soluções, mas levando em conta principalmente as teorias de Tarski e Kripke.
Resumo em lingue estrangeira: The purpose of this dissertation is to discuss the problems raised by the Liar Paradox in general. We are going to present and compare the two main ways of solution to this paradox: The Orthodox Solution and the Alternative Solution. Both of them start from Tarskis diagnosis. According to this diagnosis the paradox is a consequence of two essential features: The semantically closed languages and the preservation of classical logic. The Orthodox Solution keeps classical logic but it has to open the semantic of the language. The Alternative Solution keeps the language semantically closed even if it implies some kind of restriction on classical logic. We will try to show that from both these sides what we have are just results that can, at most, be thought as partially satisfactory. We will show a general picture of the solutions, but mainly considering Tarski and Kripkes theories.
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-8G2UAC

Files in this item

Files Size Format View
disserta__o_biblioteca.pdf 572.7Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record