Gestão do conhecimento em organizações: proposta de mapeamento conceitual integrativo

Biblioteca Digital - UFMG

Gestão do conhecimento em organizações: proposta de mapeamento conceitual integrativo

Show full item record

Title: Gestão do conhecimento em organizações: proposta de mapeamento conceitual integrativo
Author: Rivadavia Correa Drummond de Alvarenga Neto
Orientador: Ricardo Rodrigues Barbosa
Banca:
Presidente: Ricardo Rodrigues Barbosa
Membro: Jorge Tadeu de Ramos Neves; Beatriz Valadares Cendon; Heitor José Pereira; Maria Terezinha Angeloni
Subject: Serviços de informação Teses.; Gestão do conhecimento Teses.; Ciência da informação Teses.
Palavra-chave: Serviços de informação; Gestão do conhecimento; Mapeamento conceitual
Date: 27-10-2005
Publisher: UFMG
Abstract: Investiga a temática denominada Gestão do Conhecimento (GC) em três grandes organizações atuantes no Brasil, procurando discutir seu conceito, elementos constituintes, áreas fronteiriças e interfaces, origens, abordagens gerenciais e ferramentas, dinâmica e demais aspectos, pari passu ao distanciamento da discussão puramente terminológica, de viés ingênuo, ensimesmado e inócuo. Os pressupostos básicos foram dois, respectivamente: (i) grande parte do que se convenciona chamar ou atribui-se o nome de gestão do conhecimento é na verdade gestão da informação e a gestão da informação é apenas um dos componentes da gestão do conhecimento. Destarte, acredita-se que a gestão do conhecimento vá além da pura gestão da informação por incluir e incorporar outros aspectos, temas, abordagens e preocupações como as questões de criação, uso e compartilhamento de informações e conhecimentos, criação do contexto adequado ou contexto capacitante, dentre outros; (ii) um modelo conceitual pode ser formulado a partir de três concepções básicas que são formadoras das estruturas ou pilares nas quais este mesmo modelo ou mapa se fundamenta e se sustenta, a saber: (a) uma concepção estratégica da informação e do conhecimento, fatores de competitividade para organizações e nações, (b) a introdução de tal estratégia nos níveis tático e operacional através das várias abordagens gerenciais e ferramentas orientadas para as questões da informação e do conhecimento nas organizações, que se chamam continuamente ao diálogo, sendo imbricadas e passíveis de orquestração e (c) a criação de um espaço organizacional para o conhecimento, o Ba ou o contexto capacitante - que são as condições favoráveis que devem ser propiciadas pelas organizações para que a mesma possa sempre se utilizar da melhor informação e do melhor conhecimento disponíveis. Objetivou-se investigar e analisar, a partir de uma perspectiva sistêmica, as concepções, estratégias, motivações, abordagens, práticas, efeitos e resultados de áreas, programas ou projetos de gestão do conhecimento efetivamente implementados e utilizados em três organizações brasileiras adotantes da gestão do conhecimento, com vistas à proposição de um modelo ou mapa conceitual integrativo. A estratégia de pesquisa qualitativa utilizada foram os estudos de casos múltiplos com unidades de análise incorporadas e três critérios foram observados para o julgamento da qualidade do projeto de pesquisa: a validade do construto, a validade externa e a confiabilidade. Fontes múltiplas de evidências foram utilizadas e, para a análise de dados coletados em campo, optou-se pela proposta de MILES & HUBERMAN (1984) que sugerem que a análise qualitativa consiste de três fluxos concomitantes de atividades, a saber: redução de dados, display ou exibição de dados e verificação/conclusões com base em inferênciaS a partir de evidências ou premissas. Os resultados confirmaram os pressupostos e afirma-se que a GC significa um repensar da gestão para as organizações da era do conhecimento. Tal enfoque deriva-se do entendimento de que a informação e o conhecimento constituem-se como os principais fatores de competitividade dos tempos atuais para organizações e nações. O trabalho permitiu identificar que os principais desafios impostos às organizações comprometidas com a gestão do conhecimento concentram-se na gestão de mudanças culturais e comportamentais e na criação de um contexto organizacional favorável à criação, uso e compartilhamento de informações e conhecimentos.
Resumo em lingue estrangeira: This research work investigates the theme known as Knowledge Management (KM) in three large brazilian organizations trying to discuss its concepts, constituent elements, frontiers and interfaces, origins, managerial approaches and tools, dynamics and other aspects, while aiming at leaving behind the purely terminological discussion, which is, in its turn, innocuous and naïve. The basic presuppositions were two, respectively: (i) most of what it´s reffered to or named Knowledge Management is actually Information Management and information management is just one of the components of knowledge management. Consequently, knowledge management is more than simply information management due to the fact that it includes and incorporates other aspects, themes, approaches and concerns such as the creation, use and sharing of information and knowledge in the organizational context, not to mention the creation of the so called enabling context or enabling conditions, among others; (ii) a conceptual model or map can be formulated based on three basic conceptions: (a) a strategic conception of information and knowledge, factors of competitiveness for organizations and nations; (b) the introduction of such strategy in the tactical and operational levels through the several managerial aprroaches and information technology tools, which are susceptible to communication and orchestration; (c) the creation of an organizational space for knowledge or the enabling context the favorable conditions that should be provided by organizations in order for them to use the best information and knowledge available. The main objective is to investigate and analyze, from a systemic perspective, the conceptions, strategies, motivations, approaches, practices, effects and results of knowledge management areas, programs or projects effectively implemented and in use in three brazilian organizations, aiming at proposing a conceptual integrative model or map. The qualitative research strategy used was the study of multiple cases with incorporated units of analysis and three criteria were observed for the judgment of the quality of the research project: validity of the construct, external validity and reliability. Multiple sources of evidence were used and the proposal of MILES & HUBERMAN (1984) was adopted in order to analyze the data collected in the field. Their proposal consists of three flows of activities: data reduction, data displays and conclusion drawing/verification. The results confirmed the presuppositions and the fact that knowledge management means a rethinking of the management of the knowing organizations or organizations of the information era. This statement has its origins in the comprehension that information and knowledge are the main factors of competitiveness for contemporary organizations and nations. It was also identified that the main challenges facing organizations committed to knowledge management have its focus on change management, cultural and behavioral issues and the creation of an enabling context that favors the creation, use and sharing of information and knowledge.
URI: http://hdl.handle.net/1843/EARM-6ZGNE6

Files in this item

Files Size Format View
doutorado___riv ... rummond_alvarenga_neto.pdf 9.106Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record