Biblioteca como lugar de práticas culturais: uma discussão a partir dos currículos de Biblioteconomia no Brasil

Biblioteca Digital - UFMG

Biblioteca como lugar de práticas culturais: uma discussão a partir dos currículos de Biblioteconomia no Brasil

Show full item record

Title: Biblioteca como lugar de práticas culturais: uma discussão a partir dos currículos de Biblioteconomia no Brasil
Author: Fabricio Jose Nascimento da Silveira
Orientador: Alcenir Soares dos Reis
Banca:
Presidente: Alcenir Soares dos Reis
Membro: Maria Aparecida Moura; Vera Lucia de Carvalho Casa Nova
Subject: Ciência da informação Teses.; Biblioteconomia Teses; Biblioteconomia Curriculos Teses.; Bibliotecas Teses.; Bibliotecas publicas Teses; Cultura Teses.
Palavra-chave: Ciência da informação; Biblioteconomia; Práticas culturais; Formação profissional
Date: 24-09-2007
Publisher: UFMG
Abstract: Este estudo teve por objetivo discutir as inúmeras relações que se instauram entre a história das bibliotecas, a formação educacional dos bibliotecários (especialmente dos brasileiros) e o universo das práticas culturais humanas. Para tanto, reconstituiu-se parte da história das bibliotecas visando reunir indícios que comprovassem sua funcionalidade como lugar de memória, cultura, educação e leitura, práticas culturais que auxiliam o homem a instituir sentido para o mundo que o cerca. Almejou-se, ainda, descrever o profissional bibliotecário como agente histórico que contribui para o processo de construção social da realidade através da participação ativa em todas as etapas que constituem o ciclo informacional. Para efeito de sustentação teórica, além de definir as práticas culturais como manifestações simbólicas concebidas para se atribuir um olhar interpretativo às coisas do mundo, a presente pesquisa enfatiza que nenhuma delas é completa em si mesma, necessitando, pois, de elementos materiais para adquirirem sentido e visibilidade. De acordo com esta perspectiva, constatou-se que tal materialidade funciona como elemento de ligação histórica entre as práticas culturais e as bibliotecas. Ao interrogar em que medida as bibliotecas, especialmente as bibliotecas públicas, contribuem para que tais práticas se efetivem, o presente estudo trouxe à tona a figura do bibliotecário e rediscutiu os atributos de seu ofício. Para tanto, apresentou-se a imagem do bibliotecário humanista e seu papel de zelador dos segredos mantidos por uma biblioteca para, posteriormente, e dando curso à evolução histórica, inserí-lo no conjunto dos Modernos Profissionais da Informação, sujeitos que participam ativamente de todas as etapas do ciclo informacional e travam íntimo contato com as tecnologias da informação. Contudo, o que se pretendia enfatizar era que, independente do contexto histórico em que a localizemos, a profissão de bibliotecário é demarcada por pensar criticamente as atividades de coleta, organização, preservação e disseminação dos signos materiais que dão forma ao nosso patrimônio intelectual. Qual o perfil de bibliotecário que os atuais cursos de Biblioteconomia brasileiros almejam formar? E em que medida seus currículos comportam, em termos práticos e teóricos, conteúdos relacionados às práticas culturais? Objetivando responder a mais estas duas inquietações, a presente pesquisa efetuou, como recurso metodológico, a análise das grades curriculares de 5 (cinco) cursos de graduação em Biblioteconomia do país com o intuito de identificar as principais diretrizes que norteiam a formação educacional de seus alunos. Esta análise serviu para apontar qual a principal vertente teórico-prática adotada pelo atual sistema de ensino de Biblioteconomia brasileiro e qual o perfil de bibliotecário que dele resulta. Após a análise dos dados tornou-se possível assinalar que o referido sistema optou, e isto é uma característica histórica, por formar profissionais capacitados tecnicamente para o processamento e gestão dos acervos preservados em uma unidade de informação, em detrimento do exercício de capacitá-los a compreender criticamente a importância que seu ofício assume no processo de construção das muitas esferas de atuação humana. Tornou possível, ainda, salientar a importância de novos estudos para a revisão dos parâmetros que norteiam este modelo de formação.
Resumo em lingue estrangeira: This study aimed to discuss the many relations among the library history, the education of librarians (especially the Brazilian ones) and the universe of the human cultural practices. For this, part of the library history was reconstructed intending to gather traces that could confirm its functionality as a place of memory, culture, education and reading, which are cultural practices that help men to create meaning to the surrounding world. It was also aimed to describe the library professional as an historical agent that supports the process of social construction of reality by means of active participation in all the stages that constitute the informational cycle. Looking for theoretical support, besides defining cultural practices as symbolic manifestations that are devised to consider the things of the world in an interpretative way, this research emphasizes that none of them are complete in themselves, therefore needing material elements to acquire meaning and visibility. Grounded on this perspective, it was noticed that such materiality functions as an historical link between the cultural practices and the libraries. Inquiring in what degree the libraries, particularly the public libraries, contribute to the effectiveness of those practices, this study highlighted the librarian role and rediscussed the attributes of their duties. For this, the image of the humanistic librarian and his/her roll of caretaker of the secrets kept in the library were presented to be, eventually, in the course of historical evolution, inserted in the group of the Modern Information Professionals, who participate actively in all the informational cycle stages and are intimate with information technology. Nevertheless, what was meant to be emphasized is that, independent of the historical context in which it is put, the librarian profession is distinguished by pondering critically the activities of collecting, organizing, preserving and disseminating the material signs that form our intellectual patrimony. Which is the profile of the librarian that the present Brazilian librarianship courses aim to form? And to what degree their curriculums encompass subjects related to cultural practices in practical and theoretical terms? Aiming to solve these two more disquieting issues, this study accomplished, as a methodological resource, the analysis of the course listings of five librarianship courses in the country in order to identify the main policies that guide the students' education. This analysis was useful to point out the main theoretical-practical approach adopted by the present Brazilian librarianship teaching system and the profile of the librarian it produces. After data were analyzed, it was possible to remark that the mentioned system opted to form professionals technically able to process and manage the collections preserved in information units (and this is an historical trait), with detriment to the development of the ability to understand critically the importance of their role in the process of constructing the many human action spheres. It was possible, also, to stress the importance of new studies to review the parameters that guide this model of education.
URI: http://hdl.handle.net/1843/ECID-79CMVL

Files in this item

Files Size Format View
mestrado___fabr ... nascimento_da_silveira.pdf 775.6Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record