A infância sem segredos: A noticiabilidade jornalística do crime de exploração sexual de crianças e adolescentes.

Biblioteca Digital - UFMG

A infância sem segredos: A noticiabilidade jornalística do crime de exploração sexual de crianças e adolescentes.

Show full item record

Title: A infância sem segredos: A noticiabilidade jornalística do crime de exploração sexual de crianças e adolescentes.
Author: Maria Amelia Tostes Filgueiras Campos
Orientador: Joaquim Antonio Cesar Mota
Co-orientador: Carmen Dulce Diniz Vieira
Banca:
Presidente: Joaquim Antonio Cesar Mota
Co-orientador: Carmen Dulce Diniz Vieira
Membro: Valdir de Castro Oliveira; Maria Jussara Fernandes Fontes; Fernando Antonio Botoni
Subject: Pediatria Teses.; Dissertação da Faculdade de Medicina UFMG; Violência sexual DeCS; Maus-tratos sexuais infantis DeCS; Meios de comunicação DeCS; Criança DeCS; Adolescente DeCS; Jornalismo DeCS; Dissertações acadêmicas DeCS
Palavra-chave: Jornalismo; Noticiabilidade; Exploração sexual; Criança; Adolescente.
Date: 25-03-2008
Publisher: UFMG
Abstract: Ao selecionar os acontecimentos ordinários que a sociedade deve conhecer e os que ela deve ignorar, bem como ao codificar esses acontecimentos sob a forma jornalística, o jornalismo desempenha um papel fundamental na conservação e no aprimoramento do funcionamento social. Na seleção dos acontecimentos e na sua transformação em produtos - notícia, o jornalismo articula uma série de variáveis próprias do campo jornalístico e que se remetem ao universo social como um todo. A condição de notícia de um fato, para o jornalismo, ou seja, a noticiabilidade jornalística está, então, na direção dos valores concedidos aos acontecimentos ordinários pela própria sociedade. A noticiabilidade do jornalismo é, portanto, um processo consensual. A afinidade entre valores - notícia e valores sociais possibilitada pela conversa travada, cotidianamente, entre os aparatos comunicativos e a sociedade é o viés condutor dessa pesquisa ao investigar a noticiabilidade jornalística do tema da exploração sexual de crianças e adolescentes: por que esse tipo de acontecimento é noticiado pela mídia e como ocorre esse processo noticioso. Para tanto, esse estudo trabalha com um recorte de 15 reportagens sobre o tema da exploração sexual infanto-juvenil, publicadas, ao longo do ano de 2004, pelo jornal Estado de Minas, de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. A noticiabilidade, nessa pesquisa, contempla os momentos de seleção e produção das notícias, abordando tanto a forma estética da notícia ou como a notícia se apresenta para o consumo do público quanto os aspectos textuais determinantes na especificidade do relato noticioso. A grande reportagem Infância Roubada é destacada do recorte empírico dessa pesquisa a fim de servir de referência para a análise de natureza mais subjetiva da noticiabilidade. Os estudos aqui empreendidos apontam para a valorização das investigações sobre a noticiabilidade jornalística como uma importante metodologia de conhecimento do jornalismo e de seu funcionamento em sociedade, apropriada para a discussão da produção da notícia e da forma como esse processo noticioso está irremediavelmente atracado ao segmento social, o qual o respalda e justifica na medida em que se reconhece nele.
URI: http://hdl.handle.net/1843/ECJS-7FJMRS

Files in this item

Files Size Format View
maria_am_lia_tostes_filgueiras.pdf 7.191Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record