Avaliação do sistema informático perinatal (SIP CLAP OPS) no monitoramento da assistência hospitalar perinatal em Minas Gerais

Biblioteca Digital - UFMG

Avaliação do sistema informático perinatal (SIP CLAP OPS) no monitoramento da assistência hospitalar perinatal em Minas Gerais

Show full item record

Title: Avaliação do sistema informático perinatal (SIP CLAP OPS) no monitoramento da assistência hospitalar perinatal em Minas Gerais
Author: Maria Albertina Santiago Rego
Orientador: Elisabeth Barbosa Franca
Banca:
Presidente: Elisabeth Barbosa Franca
Membro: Maria do Carmo Leal; Álvaro Madeiro Leite; Eduardo Carlos Tavares; Maria da Conceicao Juste W Cortes
Subject: Pediatria Teses.; Tese da Faculdade de Medicina UFMG; Assistência perinatal/organização & administração DeCS; Sistemas de computação/utilização DeCS; Avaliação de serviços de saúde DeCS; Assistência perinatal/organização & administração DeCS; Avaliação de processos (cuidados de saúde) DeCS; Mortalidade infantil DeCS; Sistemas de informação DeCS; Dissertações acadêmicas DeCS
Palavra-chave: avaliação em saúde; mortalidade infantil; sistemas de informação; monitoramento; indicadores de serviços.
Date: 25-04-2008
Publisher: UFMG
Abstract: Objetivos: Avaliar a qualidade da informação e alguns indicadores perinatais do Sistema Informático Perinatal do Centro Latino Americano de Perinatologia da Organização Panamericana de Saúde (SIP-CLAP), e sua utilização para monitoramento da assistência hospitalar perinatal em Minas Gerais. A pesquisa foi desenvolvida em três etapas: 1)analisar a qualidade da informação do SIP-CLAP em maternidades de referência em atenção perinatal de Belo Horizonte (Artigo 1); 2) analisar alguns indicadores maternos e neonatais gerados pelo SIP-CLAP do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG) em dois períodos, 1995-98 e 2003-06 (Artigo 2); e 3)identificar as maternidades do Estado que implantaram o programa e avaliar sua utilização pelos profissionais da assistência nessas maternidades (Artigo 3). Metodologia: Para avaliar a qualidade da informação do SIP-CLAP foram analisadas amostras aleatórias sistemáticas de histórias clínicas perinatais (HCP-SIP) e prontuáriosmédicos correspondentes, coletados durante a assistência (componente de completude) e após armazenamento da informação no banco de dados eletrônico do SIP-CLAP (componente de confiabilidade) em duas maternidades de Belo Horizonte onde o programa estava implementado em 2004. Indicadores maternos e neonatais gerados pelo SIP-CLAP foram então analisados em uma dessas maternidades, o HC-UFMG, em dois períodos, 1995-1998 e 2003-2006, antes e após mudanças no fluxo hospitalar assistencial perinatal no município. Para identificar a utilização do SIP-CLAP nas maternidades de Minas Geraisfoi aplicado questionário estruturado aos gestores e, posteriormente, em amostra aleatória de 142 profissionais da assistência hospitalar ao parto e nascimento de três maternidades de referência em atenção perinatal de Belo Horizonte, onde o SIP-CLAP estava implementado em 2005. Resultados: A proporção de completude de variáveis selecionadas da HCP-SIP durante a assistência foi em média 72% no Hospital 1 e 86% no Hospital 2. Após pesquisa em prontuário, o ganho percentual médio no registro global da informação foi de 18% e 7%,respectivamente. A confiabilidade da informação armazenada no banco de dados eletrônico apresentou globalmente índices excelentes de concordância nos dois hospitais. A análise do perfil da população e dos principais indicadores de saúde perinatal gerados pelo SIP-CLAP no HC-UFMG permitiu identificar que, apesar do aumento importante novolume assistencial após reestruturação do fluxo hospitalar perinatal em Belo Horizonte, as características populacionais permaneceram estáveis em geral, com redução significativa da mortalidade neonatal e hospitalar, principalmente de recém-nascidos de muito baixo peso ao nascer. Foram identificados somente três hospitais com implantação do programa em Minas Gerais em 2005. A quase totalidade dos profissionais entrevistados nestes hospitais reconheceu a importância do registro da informação sistematizada durante a assistência ao parto e nascimento. A maioria deles define a HCP-SIP c omo um instrumentoque contempla informações básicas necessárias para a assistência individual, mas não responde totalmente às necessidades de registro clínico durante o processo assistencial, limitação esta detectada principalmente pelos pediatras. Verificou-se que dois terços dos profissionais registram a informação durante a assistência, mas apenas 37% deles utilizam a HCP-SIP com o objetivo principal de definir condutas clínicas e somente 19% utilizam o banco de dados eletrônico gerado pelo programa. A capacitação dos profissionais para opreenchimento da HCP-SIP ocorreu para 66% dos entrevistados e somente um quarto deles foi capacitado para o manuseio dos programas de análise eletrônica. Conclusões: A qualidade da informação do SIP-CLAP, avaliada pelo preenchimento da HCP-SIP durante a assistência e a confiabilidade da informação arquivada no banco de dados eletrônico do SIP-CLAP, somada às características do programa, indicam que o Sistema Informático Perinatal pode ser um bom instrumento para monitoramento da assistência hospitalar ao parto e nascimento objetivando a melhoria da qualidade da assistência perinatal. O reconhecimento pela maioria dos profissionais da importância de registro sistematizado de informação essencial, fundamentada em indicadores assistenciais básicos, identificou a possibilidade de implementação de sistema informático paramonitoramento da assistência perinatal integrado às funções assistenciais na rede hospitalar de Minas Gerais. As falhas identificadas no processo de implementação do programa nos hospitais estudados podem servir de apoio às instituições e gestores na implantação deprogramas de melhoria da qualidade da assistência.
Resumo em lingue estrangeira: Objective: To assess the quality of information and some perinatal indicators of the Perinatal Information System of the Latin-American Center of Perinatology (SIP-CLAP) of the Pan American Health Organization, and their use to monitor perinatal hospital care inMinas Gerais. The research was carried out in three stages: 1) analysis of the quality of the SIP-CLAP information in reference maternity hospitals focused on perinatal care in Belo Horizonte (Article 1); 2) analysis of some maternal and neonatal indicators collected by the SIP-CLAP of the Hospital of Clinics of the University of Minas Gerais (HC-UFMG) in twoperiods, 1995-98 and 2003-06 (Article 2); 3) identification of the State maternity hospitals that have implemented the program and assessment of its use by the healthcare professionals in these maternity hospitals (Article 3). Methodology: In order to assess the quality of the SIP-CLAP information, systematic random samples of perinatal clinical histories (HCP-SIP) were analyzed, as well as their corresponding medical records collected during the medical assistance (completion component) and after the information was stored in the SIP-CLAP`s electronic database (reliability component) in two maternity hospitals of Belo Horizonte where the program was set up in 2004. Maternal and neonatal indicators generated by SIP-CLAP were then analyzed in one of these maternity hospitals, the HC-UFMG, in two periods, 1995-1998 and2003-2006, before and after the changes in the flow of perinatal hospital care in the city. To identify the use of SIP-CLAP in the maternity hospitals of Minas Gerais, a designed questionnaire was applied to the managers, and later to a random sample of 142 professionals of the hospital birth care area in three perinatal care reference maternity hospitals of Belo Horizonte where SIP-CLAP/OPS was implemented in 2005. Results: The completion rate of the selected HCP-SIP variables during the medicalassistance was 72 % on average in Hospital 1 and 86 % in Hospital 2. After the survey using the medical records, the average gain rate in the total record of information was 18% and 7 % respectively. On the whole, reliability of the information stored in the electronic database showed excellent agreement rates in both hospitals. The analysis of the population profile as well as of the major perinatal health indicators generated by SIP-CLAP at HCUFMG enabled us to acknowledge that, despite the considerable increase in the volume of medical assistance after the changes in the structure of the hospital flow of perinatal care inBelo Horizonte, the characteristics of the population remained generally stable, with significant decrease in neonatal and hospital mortality, mainly of underweight newborns. In 2005, the program had been set up in only three hospitals in Minas Gerais. Nearly all professionals interviewed at these hospitals acknowledged the importance of recording the systematized information during birth medical assistance. Most of them define HCP-SIP as a tool which stores the basic necessary information for individual care, but they do not fully meet the needs of clinical records during the assistance process, a limitation that has beenidentified mainly by pediatricians. It was noted that two-thirds of the professionals recorded the information during the medical assistance, but only 37% used HCP-SIP with the main purpose of defining clinical procedures, and just 19% utilized the electronic database generated by the program. Sixty-six percent of the interviewed professionals were qualified to fill out the HCP-SIP form, but only one-quarter of these were qualified to handle the electronic analysis programs. Conclusions: The quality of the SIP-CLAP information assessed by filling out the HCP-SIPform during the medical assistance, and the reliability of the information stored in the SIPCLAP electronic database added to the characteristics of the program indicate that the Perinatal Information System can be a good tool for monitoring hospital birth care aiming at improving the quality of perinatal care. The fact that most professionals acknowledge the importance of systematized record of essential information based on basic indicators of health care identified the possibility of setting up an information system for monitoring perinatal care integrated with the health care activities in the Minas Gerais hospital network. The flaws identified in the process of setting up the program in the studied hospitals may be used as support for institutions and managers in the implementation of programs to improve health care standards.
URI: http://hdl.handle.net/1843/ECJS-7N4FZS

Files in this item

Files Size Format View
maria_albertina_santiago_rego.pdf 1.824Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record