A armação do concreto no Brasil: história da difusão da tecnologia do concreto armado e da construção de sua hegemonia

Biblioteca Digital - UFMG

A armação do concreto no Brasil: história da difusão da tecnologia do concreto armado e da construção de sua hegemonia

Show full item record

Title: A armação do concreto no Brasil: história da difusão da tecnologia do concreto armado e da construção de sua hegemonia
Author: Roberto Eustaquio dos Santos
Orientador: Bernardo Jefferson de Oliveira
Banca:
Presidente: Bernardo Jefferson de Oliveira
Membro: Roberto Luis Torres Conduru; José Carlos Garcia Durand; Roberto Luís de Melo Monte-mór; Luciola Licinio de C P Santos
Subject: Educação.  Teses; Engenharia civil Brasil História; Concreto armado História; Construção civil
Palavra-chave: Tecnologia do concreto; Construção; Educação; Hegemonia
Date: 07-03-2008
Publisher: UFMG
Abstract: O sistema construtivo do concreto armado foi introduzido no Brasil na primeira década do século XX. De início, como um produto patenteado, aplicado somente em tarefas especiais, como pontes e viadutos. Graças às mudanças políticas, econômicas e sociais e ao conseqüente processo de industrialização e urbanização pós 1930, cresce o uso do concreto armado, especialmente, no setor de edificações da construção civil. Em meados do século XX, o concreto já hegemônico em todo o país, determinando não somente a maior parte da atividade construtiva, mas também a pesquisa no campo da construção e o ensino de arquitetura e engenharia. O concreto armado é considerado o material mais conveniente para as circunstâncias brasileiras, em vista da segurança, de ser relativamente barato e de ser pouco exigente quanto à mão-de-obra. Além disso, o concreto dá margem a experimentações formais e estruturais, que colaboram para o desenvolvimento das internacionalmente conhecidas escola brasileira do concreto armado e arquitetura do Movimento Moderno no Brasil. No entanto, o concreto apresenta aspectos negativos, como por exemplo a degradação ambiental e falta de flexibilidade espacial. Sobretudo, a hegemonia do concreto fez aumentar a defasagem entre prática construtiva e conhecimento técnico, desqualificando os trabalhadores da construção. Este trabalho investiga, numa perspectiva sócio-histórica, como a hegemonia do sistema construtivo do concreto armado foi engendrada no Brasil, a partir dos currículos dos curso de arquitetura e engenharia civil, da organização profissional, das normas técnicas e uma intensa campanha publicitária.
Resumo em lingue estrangeira: Reinforced concrete as a construction method was introduced in Brazil in the beginning of the 20th century. At first it was a patented product, only applied to special tasks, such as bridges and viaducts. After 1930, due to political, economic and social changes and the related process of industrialisation and urbanisation, the use of reinforced concrete increased, in particular in the building construction branch. Since the mid-century it has been the hegemonic construction method in this country, determining not only most of the building practice, but also construction engineering research and architectural and engineering education. Reinforced concrete is usually considered the most convenient building material for the Brazilian circunstances: it is relatively safe and unexpensive, it does not require highly skilled labour, and it allows for innovative experimentation in architectural form and structural engineering. These features concurred to the development of the internationally recognised "Brazilian school of reinforced concrete" and "Brazilian modern architecture". But reinforced concrete also has negative sides, from environmental degradation to inflexiblity. Most of all, its hegemony has widen the gap between building practice and technical knowledge, disqualifying building workers. This dissertation investigates, in historical and social terms, how the hegemony of the construction method of reinforced concrete was engendered in Brazil, having as instruments the curricula of architectural and civil engeneering courses, the technical standards, the urban regulation and an intensive marketing strategy.
URI: http://hdl.handle.net/1843/FAEC-84KQ4X

Files in this item

Files Size Format View
2000000140.pdf 3.941Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record