Organização do trabalho e democracia escolar: uma escola pública como estudo de caso

Biblioteca Digital - UFMG

Organização do trabalho e democracia escolar: uma escola pública como estudo de caso

Show full item record

Title: Organização do trabalho e democracia escolar: uma escola pública como estudo de caso
Author: Antonio Berto Machado
Orientador: Lucilia Regina de Souza Machado
Banca:
Presidente: Lucilia Regina de Souza Machado
Membro: Maria Rita Neto Sales Oliveira; Miguel Gonzalez Arroyo
Subject: Educação Teses; Escolas Organização e administração; Escolas publicas
Palavra-chave: Democratização da escola pública; Práticas sociais escolares
Date: 20-02-1990
Publisher: UFMG
Abstract: Este trabalho tem como objetivo examinar a luta pela democratização da escola públic, efetivada no movimento real das práticas sociais escolares.Para isso, seleciou-se uma escola pública municipal de Belo Horizonte-MG, tendo-se em vista a realização de um estudo de caso. Efatizando-se a organização do trabalho escolar como principal instância em que se processa a referida luta, analisou-se o projeto político-pedagógico e administrativo dela decorrente. Na dimensão administrativa, a análise se voltou para a prática da gestão, efetivada pelos membros da direção e pelos membros dos vários órgãos e instâncias colegiadas. Na dimensão pedagógica, a análise foi direcionada para as relações sociais escolares, como expressão de um projeto pedagógico dominante, cujos objetivos são o controle e a dominação. A metodologia utilizada teve caráter etnográfico.Os instrumentos utilizados foram os registros decorrentes do processo de observação; questionários; entrevistas semi-estruturdas, pesquisa de arquivos. O trabalho está estruturada em cinco capítulos, distribuídos em duas partes.No primeiro capítulo, tratou-se da gestão escolar; no segundo, das relações sociais entre os vários trabalhadores assalariados; no terceiro, da prática do disciplinamento; no quarto, das relações do aluno com os demais sujeitos, com os órgãos colegiados e com seus pares; e, no quinto, o processo de alienação e internalização das relações sociais a que o aluno é submetido, bem como suas formas de reação. Concluindo, foram levantadas algumas proposições que podem contribuir para uma reflexão sobre os obstáculos e os avanços, que se dão no nível da instituição, referente à luta pela democratização da escola pública.
URI: http://hdl.handle.net/1843/FAEC-86WPXL

Files in this item

Files Size Format View
1000000143.pdf 37.97Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record