Compreendendo os sentimentos do adolescente em seu processo de iniciação sexual

Biblioteca Digital - UFMG

Compreendendo os sentimentos do adolescente em seu processo de iniciação sexual

Show full item record

Title: Compreendendo os sentimentos do adolescente em seu processo de iniciação sexual
Author: Leticia Soares de Azevedo
Orientador: Anézia Moreira Faria Madeira
Banca:
Presidente: Anézia Moreira Faria Madeira
Membro: Marta Araujo Amaral; Matilde Meire Miranda Cadete
Subject: Sexualidade/psicologia DeCS; Emoções DeCS; Comportamento do adolescente DeCS; Questionários DeCS; Existencialismo DeCS; Saúde do adolescente DeCS; Família/psicologia DeCS; Dissertações acadêmicas DeCS; Enfermagem DeCS
Palavra-chave: Saúde do Adolescente; Saúde Sexual e Reprodutiva; Sexualidade na Adolescência; Sentimentos e Emoções
Date: 27-03-2007
Publisher: UFMG
Abstract: Este estudo surgiu a partir de meu interesse em trabalhar com adolescentes desde a graduação em Enfermagem (Universidade Federal de Minas Gerais) e ao longo de minha prática como enfermeira em Programas de Saúde da Família nos municípios de Conselheiro Lafaiete/MG e Belo Horizonte/MG. O contato com os jovens, nas comunidades e escolas, provocou-me diversas inquietações das quais os aspectos sexuais me chamaram a atenção. Assim, com o objetivo de compreender os sentimentos do adolescente envolvidos no processo de iniciação sexual, fui ao encontro deles e, através desta pesquisa, de caráter qualitativo e abordagem fenomenológica, utilizei a seguinte questão norteadora: Como você se sente ao pensar na sua iniciaçãosexual? Dirigi o questionamento a doze adolescentes que ainda não haviam passado pela experiência sexual. Seis deles residentes em Belo Horizonte/MG onde estabeleci contato através de uma escola da região norte Escola Municipal José Maria dos Mares Guia. Outros seis residentes em Contagem/MG, os quais foram convidados paraparticipar da pesquisa por intermédio da Unidade de Saúde Centro, onde atuo como enfermeira. Os discursos dos adolescentes permitiram-me desvelar o fenômeno pela construção de quatro categorias e duas sub categorias: dificuldade de falar sobre sentimentos; sentindo a chegada da primeira vez, pensar no desconhecido, sentimentos aflorados; a influência da família no comportamento do adolescente; pensando nas conseqüências pós-sexo. Para compreensão do mundo-vida dos adolescentes, a análise foi fundamentada em filósofos fenomenológicos e autores quetrabalham as temáticas sexualidade e adolescência. Os jovens revelaram medo, insegurança, receio, ansiedade, vergonha, preocupação e desejo. Neste sentido, o apoio profissional, o acolher, a escuta, as orientações precisas e cingidas de empatia mostram o nosso diferencial enquanto enfermeiro em lidar com esses sentimentos: o cuidado em sua essência mais profunda. No entanto, é preciso avançar nas práticas educativas acerca da sexualidade e superar os modelos biológicos superficiais para alcançar uma esfera onde seja possível promover atitudes conscientes e reflexivas. Sóassim poderemos concretizar o projeto de uma saúde sexual e reprodutiva plena entre os jovens.
Resumo em lingue estrangeira: This study came out from my interest in working with adolescents since my graduation in Nursing (Universidade Federal de Minas Gerais) during my practice as a nurse in Family Health Programs in Conselheiro Lafaiete City/MG and Belo Horizonte City/MG. The contact with youngsters in the communities and schools provoked several disquiets fromwhich the sexual aspects caught my attention. Thus, with the goal to understand the feelings involved in the process of sexual initiation, I went to meet them through this research, qualitative in character and phenomenologic in approach. I asked them the directional question: How do you feel about thinking in your sexual initiation? I addressed this question to twelve adolescents who have never experienced sex before.Six youngsters live in Belo Horizonte City, where I could be in touch with them through José Maria dos Mares Guia School, and six residents in Contagem City, who I invited to participate in the research through Health Center Unit, where I work as a nurse. The adolescents statements permitted me to unravel the phenomenon through the construction of four categories in two sub-categories: difficulty to talk about feelings;expecting the coming of the first sexual relation; think about the unknownexperience, arisen feelings; the influence of the family in the adolescentsbehaviour; thinking in the consequences after sex. To understand what the adolescents live, the analysis was based on phenomenologic philosophers and authors who deal with the sexuality in adolescence theme. The interviewed youngsters revealed fear, diffidence, anxiety, shame, worry and desire. In this context, professional support,active listen, precise orientations with empathy show our differential as nurses who deal with these feelings: the care in its deepest essence. It is necessary to improve the educational practices about sexuality and overcome the superficial biological patterns to reach an atmosphere where it is possible to promote conscious and reflective attitudes.Only in this way, we can achieve the project of a total sexual and reproductive health among youngsters.
URI: http://hdl.handle.net/1843/GCPA-738H33

Files in this item

Files Size Format View
leticia_soares_de_azevedo.pdf 1.857Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record