To give you a book or to give a book to you: um estudo sobre a variação sintática na expressão linguística de eventos de transferência de posse na interlíngua português/inglês

Biblioteca Digital - UFMG

To give you a book or to give a book to you: um estudo sobre a variação sintática na expressão linguística de eventos de transferência de posse na interlíngua português/inglês

Show full item record

Title: To give you a book or to give a book to you: um estudo sobre a variação sintática na expressão linguística de eventos de transferência de posse na interlíngua português/inglês
Author: Julia Vidigal Zara
Orientador: Heliana Ribeiro de Mello
Co-orientador: Crysttian Arantes Paixao
Banca:
Presidente: Heliana Ribeiro de Mello
Co-orientador: Crysttian Arantes Paixão
Membro: Tufi Neder Neto; Deise Prina Dutra; Ricardo Augusto de Souza; Antônio Paulo Berber Sardinha
Subject: Aquisição de segunda linguagem Teses.; Interlíngua (Aprendizagem de línguas) Teses.; Língua portuguesa Estudo e ensino Falantes estrangeiros Teses.; Língua inglesa Sintaxe Teses.; Linguística de corpus Teses.; Língua inglesa Variação.
Palavra-chave: Construções da estrutura argumental; interlíngua; Linguística de Corpus
Date: 17-03-2014
Publisher: UFMG
Abstract: Esta tese trata da variação sintática na expressão de eventos de transferência de posse na interlíngua português/inglês adotando a perspectiva teórico-metodológica da Linguística de Corpus (MCENERY & HARDIE, 2012) e partindo dos pressupostos teóricos da Hipótese da Interlíngua (CORDER, 1993; ELLIS & BARKHUIZEN, 2005), da Gramática de Construções (GOLDBERG, 1995; BOAS, 2013) e da Linguística Probabilística (BOD, HAY & JANNEDY, 2003). Os objetivos de pesquisa estabelecidos foram: (I) verificar se brasileiros aprendizes dos níveis intermediário ao avançado de inglês/L2 são sensíveis à associação entre verbos específicos e construções e às propriedades dos argumentos recipiente e tema (acessibilidade discursiva, extensão, pronominalidade e animacidade) que favorecem a seleção de uma das construções dativas do inglês (Mary gave Paul a book versus Mary gave a book to Paul); (II) investigar a ocorrência de transferência (ODLIN, 1989) do padrão frasal <Sujeito Verbo Oblíquorecipiente Objetotema> da L1 dos aprendizes, como em 'Maria deu para João um livro', para suas interlínguas; (III) contribuir com descrições sobre construções dativas do português do Brasil baseadas em dados de corpora. Respostas às perguntas de pesquisa foram buscadas através da análise e comparação de dados extraídos de corpora do português brasileiro (C-ORAL-BRASIL e Lácio-Web), do inglês britânico (ICE-GB) e da interlíngua português/inglês (Br-ICLE e LINDSEI-BR). Para auxiliar a análise dos corpora, o software R (GRIES, 2009a) foi utilizado. Os resultados obtidos indicam que: (I) no âmbito de construções da estrutura argumental, brasileiros aprendizes de inglês são capazes não só de adquirir construções da língua-alvo, mas também de selecioná-las em seus contextos preferenciais de uso; (II) a partir do nível de proficiência intermediário na língua-alvo, há pouca probabilidade de transferência para a interlíngua de construções da L1 que apresentam baixa frequência de ocorrência em relação a construções 'alternantes', como é o caso da ordem <Sujeito Verbo Oblíquorecipiente Objetotema> em relação à ordem <Sujeito Verbo Objetotema Oblíquorecipiente >; (III) no português do Brasil, as chamadas 'alternâncias' nas ordens dos complementos de verbos ditransitivos (Dar uma livro para João versus Dar para João um livro) e no uso ou não das preposições 'a' e 'para' (Dar para João um livro versus Dar a João um livro versus Dar João um livro) devem ser caracterizadas em termos das frequências de ocorrência de cada uma das variantes e das diferentes associações entre as variantes e os canais escrito e oral.
Resumo em lingue estrangeira: This thesis addresses the syntactic variation in the expression of transfer events by Brazilian learners of English from the theoretical and methodological perspective of Corpus Linguistics (MCENERY & HARDIE, 2012). It is also based on the theoretical assumptions of the Interlanguage Hypothesis (CORDER, 1993; ELLIS & BARKHUIZEN, 2005), Construction Grammar (BOAS, 2013; GOLDBERG, 1995), and Probabilistic Linguistics (BOD, HAY & JANNEDY, 2003). The research objectives were to: (I) verify whether Brazilians learners of English at different levels of proficiency (from intermediate to advanced) are sensitive to associations between specific verbs and constructions, as well as to the properties of recipients and themes (discourse accessibility, length, pronominality, animacy) which favor the selection of one of the English dative constructions (Mary gave Paul a book versus Mary gave a book to Paul); (II) investigate the transfer (ODLIN, 1989) of the L1 pattern <Subject Verb Obliquerecipient Objecttheme>, as in Maria deu para João um livro, to the learners` interlanguages; (III) contribute to descriptions of Brazilian Portuguese dative constructions based on corpus data. Answers to the research questions were sought through the analysis and comparison of data extracted from Brazilian Portuguese corpora (C-ORAL-BRASIL and Lácio-Web), British English corpora (ICE-GB), and Portuguese/English interlanguage corpora (Br-ICLE and LINDSEI-Br). The R software (GRIES, 2009a) was used to aid the corpora analyses. The results of this study indicate that: (I) Brazilians learners of English are able not only to acquire L2 argument structure constructions, but also to select them in their preferred contexts of use; (II) L1 constructions which display low frequency compared to other alternating constructions, as is the case with the Brazilian Portuguese pattern <Subject Verb Obliquerecipient Objecttheme> compared to <Subject Verb Objecttheme Obliquerecipient >, are not likely to be transferred to the learners` interlanguages after the intermediate level of proficiency in the target-language; (III) in Brazilian Portuguese, the variation in the order of complements of ditransitive verbs (Dar uma livro para João versus Dar para João um livro) and in the use or omission of the prepositions a and para (Dar para João um livro versus Dar a João um livro versus Dar João um livro) should be characterized in terms of their different frequencies of occurrences and associations with the oral and Written channels of language.
URI: http://hdl.handle.net/1843/MGSS-9HSMZ2

Files in this item

Files Size Format View
tese_j_lia_vidigal_zara_2014_final.pdf 2.493Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record