Estudo de implementação de um robô de conversação em curso de língua estrangeira em ambiente virtual: um caso de estabilização do Sistema Adaptativo Complexo

Biblioteca Digital - UFMG

Estudo de implementação de um robô de conversação em curso de língua estrangeira em ambiente virtual: um caso de estabilização do Sistema Adaptativo Complexo

Show full item record

Title: Estudo de implementação de um robô de conversação em curso de língua estrangeira em ambiente virtual: um caso de estabilização do Sistema Adaptativo Complexo
Author: Luciano Alves Lima
Orientador: Ricardo Augusto de Souza
Banca:
Presidente: Ricardo Augusto de Souza
Membro: Vicente Aguimar Parreiras; Vilson Jose Leffa; Ana Cristina Fricke Matte; Luciana de Oliveira Silva
Subject: Língua inglesa Métodos de ensino Falantes estrangeiros Teses.; Língua inglesa Ensino auxiliado por computador Teses.; Aquisição de segunda linguagem Teses.; Tecnologia educacional Teses.; Língua inglesa Conversação e frases Teses.
Palavra-chave: Ensino on-line; tutoria automatizada; agentes conversacionais; Sistemas Adaptativos Complexos.
Date: 29-09-2014
Publisher: UFMG
Abstract: Esta tese trata da inclusão de uma ferramenta de suporte automatizado e de sua influência no ambiente virtual de duas disciplinas de ensino de inglês instrumental on-line sob a perspectiva teórica dos paradigmas do Caos e da Complexidade. (MORIN, 1990; LARSEN-FREEMAN, CAMERON, 2008; PAIVA, 2009). Os objetivos de pesquisa estabelecidos foram: 1) Verificar se a incorporação de uma ferramenta chatbot provoca mudanças na participação dos alunos no ambiente on-line de aprendizagem de inglês. 2) Verificar se ocorrerão mudanças de comportamento no sistema e se haverá processos de co-adaptação que farão emergir um novo Sistema Adaptativo Complexo (SAC). Respostas às perguntas de pesquisa foram buscadas através de coletas e análises de dados qualitativos (questionários semiestruturados) e da análise e comparação entre o número de interações com o robô de conversação e o número de interações via e-mails. Para auxiliar nas análises quantitativas, utilizamos o software SPSS. Os resultados obtidos indicam que: 1) não houve movimentos ou variações ao longo do tempo (curiosidade, uso e validação pelos alunos) no funcionamento das duas disciplinas provocados pelo novo meio de interação on-line. 2) não foi possível constatar uma nova fase de comportamento desse sistema (a diminuição da necessidade de monitores humanos) e 3) não ocorreu uma nova dinâmica de funcionamento das interações on-line suficiente para fazer emergir um novo SAC. Encontramos, por outro lado, evidências que, mesmo sofrendo influências de agentes diversos, as duas disciplinas encontram-se em um estado de fase estável e, portanto, menos sensíveis e sujeitas a alterações de suas trajetórias ou do espaço estado.
Resumo em lingue estrangeira: This dissertation addresses the inclusion of a tool for automatized support and its influence in the virtual environment of two online courses Inglês Instrumental I and II (ESP reading courses) from the theoretical perspective of the paradigms of the Chaos and Complexity. (MORIN, 1990; LARSEN-FREEMAN, CAMERON, 2008; PAIVA, 2009). The research objectives were to: 1) verify whether the incorporation of a chatbot tool causes changes in students' participation in an online English learning environment. 2) verify whether behavioral changes occur in the system and co-adaptation processes occurs causing a new Complex Adaptive System (CAS) to emerge. Answers to the research questions were sought through the collection and analyses of qualitative data (semi-structured questionnaires) and the analysis and comparison between the number of interactions with the robot and the number of interactions via emails. The SPSS software was used to aid in the quantitative analyses. The results of this study indicate that: 1) there were no changes or variations over time (curiosity, validation and use by students) in the functioning of the two online courses caused by the online interactions with the robot. 2) it was not possible to observe a new phase behavior of this system (reduction in the need for human monitors) and 3) there was no change in the dynamics of the learning environment enough to be perceived as the emergence of a new SAC. We have found, however, evidence that even under the influence of different agents, the two courses are in a stable phase and, therefore, less sensitive and subjected to changes in their trajectory or state space.
URI: http://hdl.handle.net/1843/MGSS-9R3MHD

Files in this item

Files Size Format View
1360d.pdf 3.104Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record